Luxo Nacional

Conheça a historia das principais marcas de luxo Brasileiras:

Martha Medeiros

Apaixonada por moda, Martha aos 18 anos começou a vender algumas peças customizadas por ela. Seu sonho era cursar faculdade de moda, mas sem o apoio de seu pai acabou ingressando na faculdade de Direito.
Depois de formada, Martha continuou criando suas peças de roupas em casa, ao mesmo tempo em que começava uma carreira como bancária no Banco do Brasil. Suas criações eram incríveis e caíram no gosto das amigas e colegas de trabalho. Uma vez independente, pediu transferência do banco para São Paulo e foi investir em seu talento e estudar moda no Senac.
Se formou pela segunda vez, dessa vez no que amava, e voltou para Maceió em 1985 quando abriu sua própria multimarcas chamada Martha’s Boutique, que vendia peças das grifes Patachou, Renato Loureiro e Andrea Saletto. Atenta, a estilista percebeu que o desejo das clientes de comprar roupas era mais rápido que o ritmo de entrega das fábricas para sua loja. Assim, viu nisso uma oportunidade de adicionar novas peças nas araras e foi atrás das rendeiras da região. Suas criações desde o início foram um sucesso, eram as primeiras a esgotar na loja.
A fama da rendeira chique se espalhou rapidamente e suas peças começaram a ficar conhecidas no Brasil. Vendeu muito suas coleções para multimarcas, até que em 2007 abriu uma loja própria na capital alagoana. Martha fez muito sucesso com seus vestidos de noite e concretizou sua carreira vestindo noivas, ao participar do evento Casar, em São Paulo, o que a permitiu expandir seu negócio para a capital paulistana, abrindo sua primeira flagship nos Jardins, em 2009.
Em 2011 expôs seu trabalho em um museu dedicado à renda, em Calais, na França, ao lado das grandes maisons da moda como Yves Saint Laurent,Dior e Givenchy. Suas criações tem um DNA forte e hoje são referência e resgatam o valor da renda como matéria-prima. Martha Medeiros sem dúvidas está levando o artesanato brasileiro para o mundo, e suas rendas feitas à mão tem conquistado cada vez mais espaço na moda internacional.

Sofia Vergara de Martha Medeiros.

Alexandre Birman


A marca Alexandre Birman surgiu do encantamento pela arte de fazer calçados – desde a compreensão da construção, ao uso de materiais requintados e olhar crítico perante a estética.
Alexandre Birman é o CEO da Arezzo & Co, maior empresa varejista de calçados femininos da América Latina. Alexandre também é fundador da marca Schutz, uma das marcas do grupo e que possui mais de 60% das vendas voltadas para o mercado exterior. Além de ser responsável pela grife “Alexandre Birman”, seguimento que leva seu próprio nome e que é direcionada para o seguimento de alto luxo. A história da família no setor começou em 1972 quando Anderson Birman, seu pai, e Jefferson Birman, seu tio, montaram uma pequena fábrica de calçados em uma pequena propriedade da família em Belo Horizonte, capital do estado de Minas Gerais. Em 2009, Alexandre Birman lançou uma marca de alto luxo de calçados com seu próprio nome. Os produtos são idealizados e produzidos pelo próprio empresário, e já calçaram artistas de Hollywood e estrelas da música.

Kim Kardashian usando sandália Clarita Alexandre Birman.

Adriana Degreas


Adriana cresceu cercada por peças de design internacional, que observava e admirava no antiquário que pertencia à sua avó. Ainda menina, circulava entre criações de grifes como Pucci, Pierre Cardin e Courrèges. Além disso, frequentava a empresa do avô, uma pequena tecelagem, onde aprendeu suas primeiras lições sobre o universo têxtil. Em 2001, Adriana criou sua marca homônima, trazendo para o beachwear a categoria de luxo. Com uma proposta única de lifestyle, apresentando criações clássicas, mas ao mesmo tempo com uma bossa brasileira e ousadia incomum no segmento, a marca começou a ganhar repercussão e alcançou grande notoriedade, sendo convidada para participar de diversos desfiles e tendo como clientes as mulheres mais influentes. Isso tudo sendo endossado por editores de moda de todo o mundo, que descrevem seu trabalho como irreverente e vanguardista.
revela a bossa e lifestyle brasileiro por meio do design divertido e colorido, que ganhou o mundo pela moda praia arrajoada.

Naomi Campbell usando biquini Adriana Degreas

Mixed


A primeira loja da marca foi inaugurada por Riccy Souza Aranha em 1989, no bairro do Itaim Bibi em São Paulo. Hoje, atuando pelo Brasil todo em 14 lojas, e 40 multimarcas representantes. Ademais, no ano de 2009 a marca integrou a ABEST (Associação Brasileira de Estilistas), que visa dar destaque e fortalecimento ao design e a moda nacional.
O perfil da “Mulher Mixed”, segundo a própria dona da marca, é uma mulher contemporânea, aquela que vive o nosso tempo. Assim, são mulheres elegantes e sofisticadas em quaisquer ocasião.
A marca também busca o reconhecimento pela qualidade de suas peças e é exclusivamente fabricada no Brasil.

Lalá Rudge usando vestido Mixed

Cris Barros


A marca Cris Barros foi fundada por sua homônima em 2002.
A bagagem profissional de Cris é fruto de muito trabalho. Aos 17 anos, a estilista, que até então era modelo, formou-se em desenho de moda pela Universidade Anhembi Morumbi e especializou-se no ramo fashion, com mestrado no Instituto Marangoni, em Milão.
Por lá, trabalhou com o estilista francês Stephan Jason, profissional conhecido por ter feito parte da equipe de ninguém menos que Yves Saint Laurent. Quando voltou ao Brasil, integrou o time de Renato Kherlakian, na Zoomp, e trabalhou como relações-públicas de marketing e imagem.
O desejo de abrir uma loja na capital sempre esteve nos planos de Cris, mas, por causa da personalidade paciente e meticulosa, ela preferiu esperar o timing perfeito. E não havia melhor momento que o atual para a marca se estabelecer como uma das principais grifes de luxo do Brasil. Além de desenvolver uma coleção com a Riachuello, em 2010, Cris foi a única brasileira a ter peças expostas na célebre Colette, em Paris.
Atualmente, a Cris Barros é uma das principais marcas de luxo de roupa feminina no Brasil e se tornou a queridinha das maiores celebridades e nomes da moda nacional. A marca possui uma identidade feminina, moderna e atemporal.

Bruna Marquezine usando Cris Barros.


Paula Raia


A marca Paula Raia foi fundada pela estilista homônima em 2010.
A Paula Raia tem como principal característica peças confeccionadas a mão (também conhecido por handmaking). Todas as criações são produzidas em seu ateliê, passando por um processo manual para ser assegurado que todo detalhe saia conforme o planejado.
A ligação da estilista com a natureza, energia e o universo tem reflexão direta em todas as suas criações. Além disso, prefere seguir uma linha mais natural, seja na escolha de materiais, no estilo e cores, resultando em peças delicadas e originais.
Para suas coleções, Paula gosta de trazer novas modelagens, tecidos, texturas e acabamentos, criando-se assim um anseio e curiosidade do público para as novas coleções da marca. Além de roupas com design inovador, a marca também gosta de explorar bordados e acessórios, se tornando uma característica forte da marca o uso de jóias, adornos minimalistas e sapatos que brincam com o artesanato em cada temporada.

Maria Fernanda Cândido usando Paula Raia.


NK Store


Natalie Klein, 42 anos, filha do empresário Michael Klein e neta do fundador da rede varejista Casas Bahia, abdicou há 21 anos do posto de herdeira do império criado pelo avô e decidiu trilhar o caminho da independência através do empreendedorismo.
Decidiu que abriria mão de se envolver com os negócios da família enquanto cursava arquitetura na Faap. No último ano, em 1997, trancou o curso para dedicar-se ao sonho de gerir uma loja multimarcas de luxo que levaria suas iniciais no nome, NK Store. O aporte para começar o negócio veio do pai, com 1 milhão de dólares que foi recuperado rapidamente após a abertura.
Com 23 anos no mercado, a NK Store já foi eleita por 5 vezes conscecutivas pelo BOF (Business of Fashion) como uma das 500 empresas mais relevantes da indústria da moda. Fazendo assim, como que a marca sempre esteja buscando conhecimento e atualização das tendências.
Atualmente a marca possui uma grande variedade de produtos em suas lojas, além das melhores marcas internacionais, a NK possui sua linha própria, que conta com roupas femininas, sapatos, bolsas e acessórios.
O E-commerce da NK nasceu em 2012 com um conceito diferenciado criado pela própria Natalie, chamado “e-stylist”, onde profissionais de moda ficam à disposição para consultas ou dúvidas das clientes.

Marina Ruy Barbosa usando NK Store.