Bolsas que Valem o Investimento

Pela lógica da maioria dos influenciadores de finanças a máxima para ter uma vida financeira saudável é deixar de gastar com bens materiais e investir seu dinheiro. Comprar, portanto, uma bolsa de luxo de grifes como Hermès, Prada e Chanel seria considerado pelos investidores como um desperdício? Não é bem assim.

Os modelos que mais valem o investimento, seja pela alta procura ou por se valorizarem com o passar do tempo são: a Chanel 2.55, que pode ser encontrada em bazares pela metado do valor; a Louis Vuitton Speedy Bag, que pode ser vista a partir R$ 3.200; a Fendi Peekaboo entre outra listadas abaixo:


Classic Flap, da Chanel
Entre tantos modelos da maison francesa que já se firmaram como clássicos eternos, a reinterpretação do modelo 2.55 (originalmente criado por Coco Chanel) assinado por Karl Lagerfeld e lançado originalmente nos anos 80 é incontestável: ela vai do visual mais tradicional ao rocker, e jamais perde seu apelo. It-bag absoluta, a Classic Flap, em suas diversas cores, versões e tamanhos, é tida, assim como a Birkin, da Hermès, como um investimento mais seguro do que o mercado de ações ou ouro.

Bolsa Chanel Classic Flap disponível no site.


Birkin, da Hermès
Lançada em 1983, a Birkin é uma das bolsas mais icônicas da história da moda. Lançada em 1983 e inspirada na atriz e cantora Jane Birkin, o modelo foi criado após a francesa pegar um vôo com o CEO da maison e reclamar que não encontrava uma bolsa de couro grande que gostasse e que coubesse todos os seus pertences. Logo depois o modelo foi lançado, levando seu nome e, fiel a seus desejos, é um clássico prático disponível em diversos tamanhos e cores e que, por sua vez, inspirou tantos modelos que vieram em seguida.

Bolsa Birkin Hermes disponível no site.


Peekaboo, da Fendi
O modelo que comemora sua primeira década este ano foi criado por Silvia Fendi como uma resposta à it bag anterior da marca, a famosa Baguette. Se a Baguette ostentava monogramas e logomarcas, a Peekaboo vem seguindo o caminho oposto, sem qualquer marca visível e com design mais amplo e tradicional, o que faz com que o modelo resista a tendências passageiras.

Bolsa Fendi Peekaboo disponível no site.

MONOGRAM SPEEDY 30 BAG
É a primeira bolsa de mão criada pela Louis Vuitton em 1930 – afinal, a marca ficou famosa por suas malas de viagem e baús. Tornou-se um ícone da marca, disponível em diversos tamanhos e perfeitas para viajar, já que cabe muita coisa!


Vale tanto a pena arrematar uma monogram que não temos nenhuma no momento, mas deixamos uma opção que também vale muuuito a pena.
Bolsa Louis Vuitton BEAUBOURG disponível no site.

SAC DE JOUR
Super moderninha, criada por Hedi Slimane em 2015, a Sac de Jour já se tornou um clássico da marca – sabe aquele modelo que nunca vai sair de moda?! É esse mesmo! Perfeita para os looks do dia a dia, fica linda em cores fortes ou ainda o modelo em preto mesmo para o look de escritório.

Bolsa Saint Laurent Sac de jour disponível no site.

LADY DIOR BAG
A Lady Dior nasceu no meio dos anos 90 e foi consagrada por ninguém menos que a Princesa Diana, a bolsa se tornou um símbolo de elegância atemporal e hoje você também encontra o modelo em vários tamanhos, cores e acabamentos!

Bolsa Lady Dior disponível no site.


CLASSIC CITY TEXTURED-LEATHER TOTE
A Balenciaga Moto Bag é a assinatura da marca – super casual comparada com os outros modelos – é bem moderninha, cheia de tassels e ferragens. Ficam lindas em looks do dia a dia.

Bolsa Balenciaga disponível no site.